Uma Viagem realmente Fantástica – Blog Saúde Infantil

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Rate this post

Viagem Fantástica é o nome de um filme da minha infância com roteiro do genial escritor de ficção cientifica, Isaac Asimov, mas foi também o nome que a equipe do Sabará Hospital Infantil escolheu para um projeto que propunha um final de semana dedicado a uma ação social voluntária realizada pelos funcionários da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, composta pelo Hospital e Instituto PENSI.

Os preparos começaram em março quando houve a primeira reunião entre a equipe do Edgar Gouveia Jr, um facilitador e transformador social através de ações chamadas de Projeto Oásis. Durante esses meses todos o pessoal do Sabará fez campanhas de motivação e provocação para manter os funcionários curiosos sem saber o que seria a misteriosa “Viagem Fantástica”. Há cerca de um mês, o Edgar veio ao Hospital fazer duas palestras motivacionais para convencer as pessoas a participarem de uma ação social em algum lugar. Tanto o local, quanto a ação seriam informados apenas no dia.

Durante esse tempo de preparação também foram feitos os contatos com a Fundação Tide Setúbal, nossa parceira em um projeto de capacitação de funcionários de creches e que está iniciando um projeto muito legal chamado “Plano de Bairro Jardim LaPenna, Vamos pensar juntos”.

Mais de 100 funcionários se inscreveram, alguns para ir ao local, outros para ajudar na logística no Hospital. Foram poucas semanas que saíram pedindo doações de coisas como material de construção, livros, flores, etc., para serem doados para a comunidade.

Sábado, 19 de agosto, fazia frio e chovia na cidade de São Paulo, mas às 8 horas da manhã já haviam dois ônibus cheios de pessoas ansiosas para irem para a tal “Viagem Fantástica”. Os ônibus foram abastecidos com os materiais arrecadados, e coisas como capas, luvas, água e demais itens que seriam usados pelos voluntários na sua ação de transformação do espaço social na comunidade do Jardim LaPenna. Nos ônibus, o que se via eram só sorrisos e ansiedade para saber onde iríamos e o que faríamos. Após descrever a proposta, dividimo-nos em grupos, vermelho para uma praça, laranja para a outra, e assim foi para o pessoal que iria ajudar na cozinha, que iria fazer o registro, que iria captar pessoas e recursos entre outras funções.

Nosso trabalho consistiria em reorganizar dois espações públicos que deveriam ser praças, mas que estavam muito deteriorados. A subprefeitura havia sido avisada do projeto e ajudou com alguns bancos, mesas e parte do piso. Na proposta do Oasis, seria uma gincana, não poderíamos usar dinheiro e teríamos que nos virar para conseguir fazer com que aqueles espaços deteriorados virassem uma coisa “espetacular”. A frase proferida e que embalou nossos trabalhos foi: “Haja ou que ‘hajar’, terá que ficar espetacular”.

O mutirão começou debaixo de um chuvisco e uma temperatura abaixo dos 20 °C, mas dentro das pessoas o calor humano era intenso e trabalhamos muito para limpar as praças. O objetivo era envolver a população local para que nos ajudasse, e isso veio com doações de alguns materiais como areia e brita para fazer concreto, com rolos e brochas para pintura, pregos, parafusos, cabos, cordas, flores, plantas, vasos, ferramentas como enxadas, pás, cavadeiras, serra elétrica, serra manual, martelos, furadeiras e tudo mais. Milagres aconteciam sem parar. Só de lixo e entulho foram muitos sacos retirados pela Prefeitura em algumas viagens.

As cinco da tarde nos encontramos para tomar um café com pão e manteiga e voltar para o Sabará. Apesar do cansaço pelas quase oito de trabalho braçal intenso, a volta foi de ônibus cheios de alegria, trocas de histórias maravilhosas e com os corações cheios de sorrisos.

Domingo as oito horas da manhã, alguns voluntários do sábado se juntaram aos voluntários de domingo, e lá se foi mais um ônibus cheio rumo ao Jardim LaPenna. O dia parecia melhor, havia um Sol tímido, e uma previsão de temporais à tarde.

Chegamos e já fomos para as praças para terminar o trabalho iniciado no sábado. Depois de um círculo de confraternização nos dividimos em dois grupos e fomos trabalhar.

Na pequena praça que eu estava trabalhando foi uma surpresa encontrar os moradores que abrigaram em suas casas as ferramentas, o cimento e as tintas já trabalhando nos muros. Foi mais um dia de muito trabalho e de muita participação das pessoas da comunidade e do Sabará.

Resolvi relatar esta experiência pois ter mais de 20% de seus funcionários que resolvem dedicar voluntariamente um ou dois dias de seu descanso, num fim de semana frio, chuvoso para se dedicar a uma comunidade carente, que eles não conheciam e ver também como uma comunidade pode se unir para fazer coisas em conjunto tornam esta experiência numa Viagem Realmente Fantástica.

Termino agradecendo a todos que participaram e aproveito para expressar o meu orgulho em presidir uma Instituição que tem funcionários como vocês, com atitudes cidadãs e de amor ao próximo e à sua cidade.

Agradeço a todos da Fundação Tide Setúbal que ajudaram a tornar este final de semana tão especial e ao time do Edgar e da Camila que nos ajudaram a tornar isso realidade.

Saiba mais:

José Luiz Setúbal

Mais informações

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − quatro =